Correção do Fator de Potência Shopping na Barra.

Corrigir o fator de potência é fundamental em qualquer instalação industrial. Quedas de tensão, perdas, sobrecargas são algumas das conseqüências de um fator de potência baixo numa instalação.

Atualmente para os clientes com faturamento no grupo "B" (baixa tensão) não está sendo cobrada a multa por baixo fator de potencia, isto é, fator de potencia abaixo de 0.92 reativo indutivo ou capacitivo. Já para os clientes enquadrados no faturamento do grupo "A" (alta tensão), os novos critérios para o faturamento regulamentam a cobrança de excedente de energia reativa abandonando a figura do "ajuste por baixo fator de potencia "a qual sempre se associou a ideia de multa. O excedente  reativo indutivo ou capacitivo que não esteja fixado em no minimo 0.92 é cobrado. Utilizando-se as tarifas de fornecimento de energia ativa, surge então o conceito de energia ativa  reprimida, ou seja, a  cobrança  pela circulação de  excedente reativo no sistema elétrico. A energia reativa capacitiva passa a ser medida e faturada e a  sua medição é feita no período de 23h e 30 min.e 6h e 30 min. e a medição da energia reativa indutiva passa a ser limitada ao período complementar.